Temas quentes

Celine Dion regressará definitivamente aos espectáculos em Las Vegas

Hoda Kotb revelou uma notícia inesperada no programa "Today", mencionando que, embora a data exacta seja desconhecida, alguém a tem em mente.

FitJazz
12 de Jun de 2024
2 min ler
Notíciascasino
Celine Dion é mostrada numa imagem da sua entrevista especial à NBC, que vai para o ar na...
Celine Dion é mostrada numa imagem da sua entrevista especial à NBC, que vai para o ar na terça-feira à noite. A superestrela sofre da síndrome da pessoa rígida, uma doença rara marcada por músculos rígidos e dolorosamente espasmódicos.

Atenção!

Oferta limitada

Saiba mais

Celine Dion regressará definitivamente aos espectáculos em Las Vegas

A data específica não é clara, mas há definitivamente uma que está a ser considerada.

No programa "Today" desta manhã, Hoda Kotb partilhou uma história fascinante sobre Celine Dion e as suas futuras actuações. De acordo com Kotb, quando ela perguntou quando Dion voltaria ao palco, algo incomum aconteceu. "Ela gritou para o empresário: 'Posso dizer à Hoda quando é que posso voltar a atuar? E ele disse que não", contou ela.

John Nelson, da AEG Presents, é o empresário de Dion, e a AEG ainda mantém o acordo exclusivo de reserva com o Resorts World Theatre, onde Dion estava programado para começar sua última residência em 5 de novembro de 2021. Portanto, sabemos que ela vai atuar novamente e sabemos onde, mas ainda não sabemos quando e para quantas datas.

Kotb entrevistou Dion para um especial de uma hora da NBC-TV chamado "Celine's Story", que foi ao ar às 22 horas de terça-feira. No entanto, a revelação sobre a cronologia da entrevista presumivelmente aconteceu após a entrevista, que teve lugar no mês passado em Las Vegas.

A difícil jornada para a recuperação

Dion tornou público seu diagnóstico de SPS (síndrome da pessoa rígida) em um vídeo sincero no Instagram em dezembro de 2022. Esta condição, que afeta menos de um milhão de indivíduos em todo o mundo, resulta em espasmos musculares incontroláveis quando desencadeados por ruído e sofrimento emocional.

"Lamentavelmente, os espasmos afectam todos os aspectos da minha vida, tornando por vezes difícil para mim andar e impedindo-me de usar as minhas cordas vocais para cantar como estou habituada", partilhou Dion no vídeo. Em casos graves, os indivíduos com SPS podem ser incapazes de andar ou falar, tornando-se como "estátuas humanas".

Dion, 56 anos, actuou pela última vez num palco de concertos a 9 de março de 2020, no Prudential Center em Newark, NJ. Mas ela fez uma série de aparições públicas no ano passado que parecem sugerir que ela está a conseguir combater esta doença incurável.

A mais promissora dessas aparições foi a sua presença nos Grammys em fevereiro, embora não no palco. Dion entregou o prémio de Álbum do Ano a Taylor Swift. O seu otimismo ficou evidente num vídeo do Instagram partilhado pela cantora Sonyaé Elise mais tarde, no qual Dion cantou e harmonizou nos bastidores da cerimónia de entrega de prémios.

Um novo olhar sobre a sua luta

Durante uma prévia da entrevista no programa "Today" de terça-feira, Dion também divulgou uma nova linha do tempo de sua luta contra a doença. Ela afirmou que sentiu os primeiros sintomas em sua voz há 16 anos, o que implica que a totalidade de "Celine", sua segunda residência no Coliseu do Caesars Palace de 2011 a 2019, foi afetada pela condição, embora não tivesse sido diagnosticada na época.

Dion explicou na entrevista que os espasmos na sua voz limitavam o acesso às notas mais agudas e obrigavam-na a baixar as notas de algumas das suas canções. "O que é que queriam que eu dissesse?", questionou. "Eu tenho... o quê? Nós não sabíamos o que estava a acontecer."

Celine Dion dança com a cantora nomeada para um Grammy, Sonyaé Elise, nos bastidores dos Grammys em fevereiro.

Leia também:

Atenção!

Oferta limitada

Saiba mais